Tendências adotadas em empreendimentos comerciais no pós-pandemia

Tendências adotadas em empreendimentos comerciais no pós-pandemia

A crise do novo Coronavírus trouxe preocupações para diversos setores da sociedade. Todos nós fomos impactados de alguma maneira. Com o isolamento social, distanciamento e cuidados redobrados para evitar a propagação do vírus, nos vimos obrigados a repensar a utilização de espaços urbanos e estabelecimentos comerciais, que dificilmente serão os mesmos no pós-pandemia.

A atmosfera de incerteza é o que mais impacta o comércio e a economia, de um modo geral. A espera por uma vacina, a incerteza sobre sua eficácia ou por quanto tempo ela promove a imunização, as oscilações constantes nas taxas de transmissão em todo o mundo. Todos esses são fatores que aumentam a insegurança e a indecisão por parte de autoridades de saúde e representantes políticos.

Algumas medidas foram adotadas e estão afetando especialmente os hábitos de consumo e o desenvolvimento urbano, por isso é importante estar atento às tendências ao procurar um imóvel comercial para investir ou instalar um negócio. Com baixas taxas de juros, os empreendimentos comerciais se mostraram rentáveis e passaram a ser uma alternativa viável de geração de renda a curto prazo.

Neste artigo, reunimos alguns fatores importantes para você ficar bem informado e fazer o melhor investimento no mercado imobiliário. Confira!

Impacto da pandemia no mercado imobiliário

Um das fatores cotidianos mais significativos impactado pela pandemia foi, certamente, o mundo do trabalho. Indústrias reduziram drasticamente sua produção, as portas de comércios foram fechadas, o entretenimento foi colocado em segundo plano e trabalhadores do mundo inteiro conheceram, de fato, o home office.

A pandemia também impulsionou a transformação digital e evidenciou fatores que já vinham sendo colocados em pauta. Sustentabilidade e o cuidado com o planeta se tornaram ponto de atenção nas empresas, pois os consumidores agora podem atuar como fiscalizadores e escolher negócios que prezam pelo desenvolvimento justo e sustentável.

Os pilares do novo urbanismo ganharam ainda mais destaque. O planejamento urbano que permite a redução dos deslocamentos de veículos, com uma gama variada de serviços e que incentivem a caminhada, por exemplo, foram impulsionados a partir da necessidade do cuidado com o meio ambiente e redução do impacto humano no planeta.

Na hora de escolher um imóvel, é preciso levar em consideração características que podem valorizar o empreendimento a curto e longo prazo. A qualidade de vida é um fator que está se tornando prioridade para as pessoas, e as empresas precisam acompanhar essa tendência se não quiserem ficar para trás.

Qual o futuro dos imóveis comerciais no pós-pandemia?

Salas de reuniões com capacidade reduzida, espaços maiores e mais arejados e redução da capacidade máxima permitida dentro do mesmo ambiente são alguns fatores que serão comuns no cenário pós-pandemia. Medidas que favoreçam a circulação de ar e iluminação solar se tornarão necessárias para minimizar a possibilidade de contágio nos ambientes de trabalho.

Os espaços ao ar livre também devem ganhar mais destaque, tendência que está em sintonia com as transformações trazidas pela rotina durante a quarentena. Espaços colaborativos que promovem a utilização coletiva — como os coworkings — também devem se fortalecer, principalmente pela adoção ao home office por parte das empresas.

A tecnologia também será uma aliada para reduzir o risco de contágio. Sensores para abrir portas, acionar torneiras, ligar e desligar luzes se tornaram cada vez mais comuns e até mesmo o registro de ponto pela impressão digital deverá ser revisto.

Acesse o site da Passeio Endereços e conheça os imóveis comerciais disponíveis no portfólio para aproveitar as melhores oportunidades de investimento no mercado imobiliário.