Tendências na arquitetura de prédios comerciais

Tendências na arquitetura de prédios comerciais

O sucesso de um empreendimento comercial está diretamente associado à qualidade de suas instalações e arquitetura inovadora, influenciando na transformação dos espaços urbanos da região onde está localizado.

É fato que o sucesso de um negócio está diretamente ligado à qualidade de suas instalações e, entre tantas opções disponíveis, podem surgir muitas dúvidas na hora de escolher o tipo de imóvel mais adequado para investir. Por conta disso, o ideal é buscar um imóvel comercial que tenha incorporado algumas das principais tendências arquitetônicas adequadas a esse tipo de empreendimento. 

O projeto de um empreendimento comercial deve contemplar as necessidades de seus futuros usuários — investidores, visitantes e frequentadores — que ocuparão as instalações do espaço físico. Nesse sentido, a arquitetura deve valorizar o empreendimento e maximizar os resultados dos negócios que estão instalados no espaço, seja pela adoção de soluções sustentáveis ou implementação de práticas eficientes de gestão.

Por isso, é fundamental definir a vocação do empreendimento comercial antes mesmo de iniciar o projeto arquitetônico. Assim, certamente o projeto atenderá todas as necessidades, prioridades e objetivos dos investidores e dos negócios que serão instalados no espaço.

Confira a seguir quais são as principais tendências em projetos arquitetônicos de prédios comerciais.

Tendências em projetos arquitetônicos de prédios comerciais

Imóvel como ativo patrimonial

Levando em consideração que a tendência no mercado de imóveis comerciais é que cada vez mais as empresas abram mão de ter uma sede própria e passem adotar o sistema de locação – diminuindo assim a necessidade de investimento e risco da empresa – apostar em investir em prédios comerciais com projetos arquitetônicos inovadores torna-se uma opção bastante atrativa aos investidores. 

Investir em um imóvel comercial com arquitetura inovadora é uma excelente alternativa para quem deseja investir no mercado imobiliário. Esse modelo de construção oferece uma infraestrutura completa projetada para facilitar a rotina dos frequentadores, aliando funcionalidade, otimização de espaços e qualidade de vida.

Ambiente de convívio compartilhado

Ambientes corporativos colaborativos, flexíveis e disruptivos estão cada vez mais em alta na arquitetura em todo o mundo e já são realidade também no Brasil. Nos últimos anos, empresas do mundo inteiro se tornaram mais preocupadas em criar ambientes de trabalho que encorajem a inovação e a troca de experiências entre seus profissionais.

Projetos arquitetônicos que priorizam um ambiente de convívio compartilhado por meio de espaços funcionais e colaborativos para promover um estilo de vida mais dinâmico, cômodo e prático, certamente é considerado um ótimo investimento que tende a se tornar bastante valorizado a médio e longo prazo, garantindo alta rentabilidade ao investidor.

Galerias conectadas à rua

As galerias comerciais concentram uma grande variedade de negócios em um mesmo prédio comercial como os shopping centers, porém com uma estrutura mais simplificada que promove praticidade aos seus visitantes. Centros comerciais nesse formato estimulam o consumo, melhoram a experiência do cliente e valorizam o produto e serviço que está sendo vendido ao integrar um conceito arquitetônico inovador que incentiva a coletividade, vida ao ar livre integrada à natureza.

Chamados de open malls (shoppings abertos), este tipo de empreendimento reúne negócios dos mais diversos segmentos. As salas comerciais geralmente funcionam como lojas, mas também podem ser alugadas por escritórios ou até mesmo clínicas e restaurantes, por exemplo. Costuma ser bastante atrativo para pequenos e médios empreendedores que procuram uma locação que dispõem de conforto, segurança, instalações modernas e muito mais visibilidade do que teriam em outro tipo de empreendimento comercial.

Áreas verdes

Prédios comerciais que adotam o conceito de construção para se adequarem ao novo urbanismo e manter a operação sustentável do empreendimento. Com a criação de áreas de convivência mais verdes e arejadas, empreendimentos comerciais modernos acompanham as tendências de interação do consumidor com o meio ambiente e sustentabilidade, favorecendo o aproveitamento da ventilação e luz naturais sem abrir mão do conforto e segurança. 

Espaços públicos de lazer, como praças e parques passam a ser ainda mais valorizados pelo fato de contribuírem para qualidade de vida de quem mora e frequenta a região onde o prédio comercial está instalado.

Agora que conhece as principais tendência na arquitetura de prédios comerciais, acesse o site da Passeio Endereços para conhecer as possibilidades de locação disponíveis para investir.